GÊNESIS 0

As abduções alienígenas são casos de violação da Lei e dos Direitos Humanos.

Os brasileiros precisam acordar e encarar a realidade ET (extraterrestres), a grande rede mundial de Internet a única mídia reporte livre que fazer ver claramente. Abdução (ufologia): Conforme consta na página da enciclopédia livre. “Wikipédia” na rede mundial de computadores que, por sua vez, indicou como fonte o termo abdução que é utilizado para descrever memórias supostamente reais de pessoas que foram levadas secretamente, contra a própria vontade ou não, por entidades aparentemente não-humanas, e então submetidas a procedimentos físicos e psicológicos de complexidade não compreendida. Aqueles que alegam terem sido abduzidos frequentemente relatam exames médicos forçados que enfatizam o sistema reprodutor. Os abduzidos algumas vezes são advertidos sobre a destruição do meio-ambiente ou do perigo de armas nucleares. A natureza dos relatos de abduzidos varia, com alguns relatando experiências assustadoras e outros relatando uma experiência agradável ou transformadora.
01º - Abdução (lógica filosófica) — termo filosófico usado em lógica filosófica.
02º - Abdução (ufologia) — termo utilizado pela ufologia para designar um suposto sequestro ou rapto de seres humanos por extraterrestres.
03º - Termos técnicos de anatomia — utilizado para designar um movimento angular que permite separar um segmento corporal da linha média do corpo.

O governo dos Estados Unidos - EUA criou uma nova lei e classe de criminosos classificados dentro da lei americana, qualquer tipo de contatado com extraterrestres. De acordo com esta nova Lei Federal dos EUA, a 14 CFR §1211 do Código de Regulamentos Federais [Code of Federal Regulations, CFR], adotada em 16 de julho de 1969 antes do vôo da Apollo 11 [Revogada desde abril de 1991], qualquer pessoa "culpada" de tal contato automaticamente se tornaria um fora da lei, carceragem por um ano e multado em 5.000 dólares.

A definição de "exposição extraterrestre" ficaria deixada inteiramente para o administrador da NASA, este e um perito no assunto, assim como o total poder para ser exercido, contrariando a Constituição. Essa legislação esteve enterrada na subseção 1211 da 14ª seção de um lote de regulamentações que poucos membros do governo provavelmente se incomodaram em ler na sua integridade, a proverbial agulha no palheiro, e foi colocada nos livros sem debate público. O administrador da Agência Espacial Norte-Americana (NASA) teria o poder de determinar com ou sem audiência que o indivíduo ou objeto tenha sido exposto a alienígenas e impor uma quarentena indeterminada sob guarda armada, a qual não poderia ser quebrada nem mesmo por ordem da corte (judicial).

As alegações oferecidas eram que os extraterrestres (ET) poderiam ter algum vírus capaz de varrer a raça humana. Isso certamente é uma das muitas possibilidades inerentes em tal contato, mas certamente não a única e ela mesma não é razão válida para fazê-lo ilegal ou declará-los - os envolvidos - como foras da lei. Suprimir também as tentativas de se comunicar ou fraternizar com os ocupantes de UFOs, assim como a maneira de evitar o espalhamento do pânico no anúncio de notícias de que estamos sobre observação de seres de inteligência não humana com tecnologia muito mais sofisticada do que a nossa, aponta que essa situação não é nova, mas tem literalmente estado em andamento por milênios. Se os "dragões voadores" mencionados no livro "I Ching" tinham a intenção de atacar e nos destruir, eles poderiam facilmente ter chegado a esse objetivo muito tempo atrás. (Mais na verdade desde há muito tempo atrás já vêm os "dragões voadores" atacando os seres humanos e animais, a humanidade não dar-se conta de atentar reparar e notar). 

Há muito tempo os brasileiros e seus animais domésticos vem sendo as vítimas dos dragões voadores, o mais interessante e que os mais esclarecidos conhecem o assunto. É sabem que os países do mundo inteiro têm um tratado secreto com os alienígenas, mais o governo brasileiro consciente não se manifestou de criar uma nova lei para defender a população até os dias de hoje. Tornou-se um fato consumado de uma inegável e evidente visitação ET (extraterrestres), hoje e um assunto secreto no Brasil, o povo menos esclarecido no interior do Brasil vem sendo mutilados nas abduções causadas pelos alienígenas, um caso evidente, dar a conhecer nos registros dos vídeos abaixo nesta página. Estes vídeos estão servindo de registros das ocorrências expostas na Web, pedindo e clamando para alguém seguir os vestígios, as autoridades não tomam as providencias cabíveis necessárias por faltar tamanha tecnologia a nível extraterrestre, também existe no Brasil ausência de um órgão capacitado e responsável para estas finalidades.

É sob essa perspectiva que devem ser consideradas as liberdades de manifestação do pensamento, de expressão e de informação, asseguradas pela Constituição Federal, nos seguintes termos: Art. 5º. [...] apesar de ser um direito garantido pela Constituição, o acesso à informação pública deve ser respeitado no Brasil. Estes regulamentos acima adotados nos EUA se forem comparados e analisados pela justiça brasileira nas Nações Unidas que e responsável pela segurança internacional e constituída nas medidas tomadas por nações e organizações internacionais, tais como as Nações Unidas para garantir a sobrevivência mútua da segurança mundial. Notícia Conforme veiculado no noticiário do ``First Post´´ um diário britânico com sede em Londres, publicou um anúncio UFOs Biológicos extremófilos vida no espaço em seu SiteDisponível em: <http://www.firstpost.com/topic/organization/nasa-ufos-biologicos-extremofilos-vida-no-espaco-video-djyJC7C-G5c-35946-11.html> último acesso em: 27 nov. 2012.

Vídeo 1 - As vidas (extremófilos) podem sobreviver em praticamente em qualquer ambiente, por que não no espaço sideral?

Os brasileiros estão sobre observação de seres de inteligência não humana com uma tecnologia muito mais sofisticada do que a nossa, estamos correndo sérios riscos de vida. Se forem reivindicados os direitos adotando as referencias nos regulamentos dos EUA, passam a ter credibilidade a nível mundial de uma inegável é evidente visitação extraterrestre comprovada. A população encontra-se iludida pelas autoridades sem uma resposta as alturas, por essa razão, tais liberdades foram incluídas no rol dos direitos e garantias fundamentais previstos no Art. 1º da LEI Nº 11.111, DE 05/05/2005. Esta Lei regulamenta a parte final do disposto no inciso XXXIII do caput do Art. 5º da Constituição Federal. Na Constituição Federal, havendo previsões acerca do tema em inúmeros incisos, bem como em outros dispositivos pulverizados no corpo da Constituição federal brasileira. E sob essas perspectivas da Constituição federal brasileira que as vitimas está nos seus direitos resguardados das liberdades de expressão e de informação, de manifestação dos seus pensamentos que estão expostos em mídia digital conforme constam registrados através de jornais locais os seus vídeos expostos na grande rede mundial de Internet. Estão reivindicando nas ocorrências a recorrer aos seus íntegros e honrados direitos humanos. Os mesmos solicitam nos referidos vídeos as medidas cabíveis que incluem a ação militar e acordos diplomáticos, como tratados e convenções de Seguranças Internacionais e Nacionais que são invariavelmente ligados conforme as Resoluções do Conselho de Direitos Humano da ONU, e necessário serem reivindicados através das autoridades brasileiros.

Vídeo 2 -  Um anúncio oficial da administração Obama revelando a realidade da vida extraterrestre é iminente.

Durante o período de 12 a 14 de fevereiro de 2008, as Nações Unidas sediou reuniões às portas fechadas com cerca de 30 nações, onde discutiu e chegou a um acordo secreto de uma nova política de revelação dos OVNIS e vida extraterrestre em 2009. A política de abertura foi implementada, mas nunca anunciada publicamente devido a conflitos com os diplomatas da ONU para não divulgar detalhes do acordo secreto. Fazendo um discurso nas Organizações das Nações Unidas o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama revelando a realidade da vida extraterrestre é iminente. Por vários meses, os funcionários graduados da administração tinham deliberado às portas fechadas o quanto pode ser revelado para o mundo sobre a vida extraterrestre. Houve uma insatisfação entre as instituições poderosas como a marinha americana que, por décadas, a política de sigilo resultar em impulso para a abertura da realidade da vida e tecnologia extraterrestre. A abertura iminente seguiu uma política de implementação secreta da vida extraterrestre e dos OVNIS para não serem divulgados ao mundo. Mesmo que sejam constituídas as alegações pelas autoridades da existência destes órgãos no Brasil para ser feito as denuncias sobre os assuntos a que se refere? Mais há sigilo. A ONU e as organizações NASA, a Agência Espacial Brasileira (AEB), FAB, são os responsáveis pelas informações das ocorrências ET, estas organizações mundiais conhecem muito sobre os fatos consumados inegáveis e evidentes das visitas extraterrestre.

Mediante estas delações às vitimas devem recorrer através da justiça brasileira para reivindicar sobre os fatos extraterrestres nas organizações da ONU e NASA, AEB, FAB, que são as responsáveis por ocultarem em sigilo as informações dos ocorridos em todo o Brasil. Estes devem por outro lado recorrer ao Tribunal Internacional de Justiça ou Corte Internacional de Justiça é o principal órgão judiciário da Organização das Nações Unidas. Tem sede em Haia, nos Países Baixos. Por isso, também costuma ser denominada como Corte da Haia ou Tribunal da Haia. Sua sede é o Palácio da Paz. Os ET estão causando as abduções pela ufologia e estas associações instituição com os seus objetivos definidos deixam a humanidade ser abduzidos sem ter uma única defesa aos seus direitos humanos. Um exemplo foi o caso da cidade de Varginha – MG, que nove dias antes a polícia local foi avisada pelas autoridades da NASA, AEB, FAB, sobre um pouso forçado de um Ovini. Temos as provas contundentes existentes nos autos dos vídeos expostos na grande rede mundial de Internet que dar a conhecer os fatos descritivos nos vídeos abaixo, constar os registros de ocorrências sobre várias violações da lei penal; delito contra os Direitos Humanos e contra os Direitos dos Animais, estes provocados por ET alienígenas nos estados brasileiros. Por onde as vítimas devem recorre para questionar os responsáveis e que sejam julgados? Por conseguinte, ser interpretados como aplicável a todas as missões Aeroespaciais NASA e AEB, FAB, terrestre ou extraterrestre, fazer uso dos Direitos Humanos que sejam analisados na ONU os acordos e tratados ocultos entre os países sobre as evidentes visitações ET em sigilo.

Conforme foram alterados na CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988, de acordo com o Artigo 5º, Inciso 33º Todos têm direito a receber dos órgãos públicos informações de seu interesse particular, ou de interesse coletivo ou geral, que serão prestadas no prazo da lei, sob pena de responsabilidade, ressalvadas aquelas cujo sigilo seja imprescindível à segurança da sociedade e do Estado. Portanto, quando e que a Justiça Brasileira vai tomar a deliberação e apreciar os fatos conforme os registros das ocorrências citados, pois são da essência como defesa contra os acusados? Merece uma apreciação da Justiça; no futuro o Supremo Tribunal Federal de Justiça do Brasil tenha por obrigação de expor os fatos para as vítimas, estas não tem noção por motivos dos seus meios serem limitados sobre as medidas autoritárias, tomadas pelas autoridades. Estes casos neste país merecem uma apreciação mais cuidadosa por parte das autoridades, na Organização das Nações Unidas (ONU), os efeitos de serem apreciados; serem julgados de crimes contra a humanidade mediante a Lei dos Direitos Humanos, e crimes contra os animais devido aos maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, em conformidade com a Lei dos Direitos dos animais na defesa dos que foram mutilados e arrancados os seus órgãos e deixados vivos pelos responsáveis alienígenas extraterrestres que cometeram as violações da lei penal os delitos em nosso planeta. 

   Continua em: Abduções Brasil 
 
 .