Para Refletir!‎ > ‎

Sacerdócio, iniciações e o caminho na religião

postado em 28 de mai de 2018 15:00 por Sérgio Kawanami
Já inicio o texto pedindo escusas, pois não vou escrever sobre nada exotérico (com X mesmo).
Também não vou falar sobre as fases de iniciação, os graus de iniciação, etc.
Caso você tenha vindo para saber disso, nem continue a leitura.

Bem... vamos lá...
Recentemente fizemos um rito para iniciação de mãe pequena. E isso me colocou a pensar sobre os caminhos na religião (qualquer que seja ela - sugiro que vejam o dicionário e procurem o significado de religião).

O Tempo, esse passa, e traz consigo muitas outras coisas além dos anos. Traz vivência, experiências, conhecimentos, necessidades, além de outras qualidades.
Tempo, esse Inquice (Nkisi) perfeito, traz consigo sua ampulheta (grelha), representando suas direções.

Mas, ainda penso que Iroko poderia trazer consigo um grande espelho também (isso não é o que ocorre nos itans ok?).
Isso para nos mostrar como somente Tempo traz, o que devemos aprender nessa vida.

Gostaria de convidar aos que estão lendo, que façam sua reflexão.
Lembrem-se das suas atitudes de 1 ano atrás, depois 2, depois 5, depois 10. Reflitam sobre as vivências do passado.

Agora, é importante saber que o Tempo (karma) é implacável. E as ações do passado são cobradas por Tempo (Iroko) no presente.
Portanto, o que está ocorrendo hoje? O que foi feito no passado para que os fatos de hoje estejam ocorrendo?
Quando você conseguir responder a essas perguntas, você certamente terá entendido Iroko (ou o Tempo).

Mas, faça isso sem reclamar, com locus interno. Chame para si a responsabilidade da sua plantação.

Muito bem. Feito isso, basta olhar para frente. Para o futuro. O Nkisi Tempo vai ajudar.
Mude suas ações, suas atitudes hoje!
Amanhã, Iroko vem para auxiliar.
O passado, esse servirá somente para que os mesmos erros não sejam cometidos. E isso, também é Tempo que irá lhe ensinar.

E, ao saber disso, qual será seu próximo passo?
Quais foram os passos, provas, iniciações, que ocorreram?
O que está por vir? O que foi que Tempo ainda não ensinou?
Ou, melhor ainda, o que nós ainda não entendemos de Iroko (que certamente ele já nos mostrou, mas não fizemos nada a respeito, além de reclamar ou dizer que está difícil)?

A cada passo nessa caminhada, um presente de Tempo.
Tempo é o presente mais valioso que podemos dar para alguém.

É Tempo (Iroko) aquele quem dá sentido à vida.
É só andando com Tempo e não fazendo descaso desse Nkisi que iremos nos entender e agir para o nosso progresso.

Talvez assim, vocês que estão lendo, entendam o que significa cada passo dentro da sua caminhada espiritual.

Para Tempo não existem segredos!


Zara Tempo, Zarabá Tempo, Iroko i só kisile iroko ero!

Comments