Sobre

A forma de ingresso no grupo é feita a partir de processo seletivo, onde os próprios membros, a cada período, selecionam novos integrantes interessados em colaborar com o grupo. Essa seleção leva em consideração critérios que vão além do conhecimento técnico. A saída (egresso) do grupo é voluntária, geralmente acontece quando o membro se forma ou não dispõe de tempo para continuar contribuindo com o grupo, dando oportunidade à convocação de novos membros. 

Atualmente o grupo conta com 22 membros efetivos e um coordenador (Matheus Gaudêncio do Rêgo). Sua estrutura é horizontal, ou seja, não há hierarquia entre os integrantes, o que significa que as decisões são tomadas em conjunto, tendo cada membro direito a um voto de peso igual aos demais. 

Os Guardians têm uma preocupação com a disseminação de conhecimento. Geralmente as tarefas são feitas por mais de um membro e o andamento do seu trabalho é acompanhado pelos demais, através das reuniões presenciais e e-mail. Essas tarefas não são impostas a nenhum membro, cada um se oferece para assumir o que tem mais conhecimento/facilidade para resolver. Também há no grupo seminários internos para compartilhar conhecimento sobre suporte e administração de sistemas, além de oferecer estágio para os membros novatos, que dessa forma podem se acostumar mais rapidamente com as responsabilidades que vão encontrar no LCC e ganharem experiência na administração de sistema. 

Os Laboratórios de Ciência da Computação são um ambiente de aprendizado e desenvolvimento muito usado por alunos do curso, possui 80 máquinas (Workstations) distribuidas em dois laboratórios além de vários servidores. Nesses laboratórios são realizadas as aulas práticas de algumas disciplinas, atividades de extensão, além de serem ambientes estudo que atendem a mais de 500 alunos do curso, sendo essencial para muitos deles. 

Os serviços prestados pelos Guardians ao LCCs e seus usuários são permanentes. Além dos serviços fixos, como suporte aos usuários e as máquinas, atualizações de segurança, a equipe busca sempre melhorar os serviços prestados, corrigindo falhas, desenvolvendo novas aplicações e estreitando o contato com os estudantes que usam os LCCs. Por ser administrado por alunos do curso, os LCCs estão em constantes melhorias, pois assim é mais fácil identificar as necessidades do laboratório. Também é vantagem para os demais usuários, pois a ajuda está entre eles, nos seus colegas. 

Esse modelo de gerência proporciona um grande aproveitamento aos Guardians, pois os capacita através de experiências práticas. Isso é notado pelo fato de que outros laboratórios da UFCG são administrados por membros dos Guardians. Porém, essa vantagem não é apenas para os membros do grupo, esse modelo já se encontra consolidado no curso e apresenta inúmeros benefícios à graduação, tornando fácil a manutenção dos serviços prestados, assim como a comunicação entre as partes visando melhoria, visto que os integrantes dos Guardians estão sempre em busca de maior conhecimento e otimizando os serviços prestados.


Integrantes

Coordenador

Matheus Gaudêncio do Rêgo



Membros

Alisson Costa Barbosa

Dyego Ferreira

Germano Gualberto

Javan Lacerda

Laércio Almeida Vitorino Martins

Rafael Falcão

Saulo Nascimento

Victor Sousa
Ana Isadora Godoy

Filipe Gomes

Hiago Fernandes

Joao Almeida

Mattheus Brito

Rodrigo Silva

Tainah Emmanuele Silva
Dayana Souza

Gerson Sales


Ícaro Medeiros

Kaio Oliveira

Olavo Souza

Samuel Novaes

Tiago Pereira