Bem-vindo à Página da APSERJ

 Estamos finalizando a construção desta página. Durante este processo eventualmente poderão ocorrer alguns problemas.

Pedimos desculpas por esse incômodo temporário e agradecemos a sua visita.



       A Associação Profissional dos Sociólogos do Estado do Rio de Janeiro APSERJ - originou-se da Associação dos Cientistas Sociais do Estado do Rio de Janeiro (ACISERJ), fundada em 1971, que congregava sociólogos, cientistas políticos, antropólogos, historiadores, geógrafos, assistentes sociais e psicólogos. Em 26 de novembro de 1981, graças à dedicação e à persistência de companheiros, militantes daquela associação, já então num processo de esvaziamento, entenderam que o momento era de congregar sob a mesma bandeira de lutas somente os sociólogos em atividade no Estado do Rio de Janeiro. Nasceu, então, a APSERJ.
        A APSERJ tem como objetivos principais representar perante as autoridades governamentais, administrativas e judiciárias os interesses dos associados, bem como a defesa e a valorização de sua atividade profissional. Além desses objetivos a associação se propõe abrir espaços para interlocução entre os profissionais da sociologia que atuam nos diversos campos da docência, da pesquisa e nos campos técnicos das áreas públicas e privadas.
        A presença da APSERJ se fez sentir com mais força quando da luta pela inclusão na Carta Magna do Estado do Rio de Janeiro da obrigatoriedade da Sociologia nas escolas de ensino médio. Liderando memorável campanha mobilizou comunidades acadêmicas de ensino superior, de ensino médio, e grupos populares, colhendo mais de três mil assinaturas, e levando os parlamentares a incluir na Constituição do Estado, o artigo 314, atual artigo 317,§ 4º, determinando a inclusão da Sociologia como disciplina obrigatória em todas as escolas de ensino médio do Estado do Rio de Janeiro.
        A associação teve presença marcante em eventos promovidos pelos Diretórios e Centros Acadêmicos dos Cursos de Ciências Sociais. Marcou sempre presença, igualmente, nos congressos da Federação Nacional de Sociólogos (FNSB) e em todos os encontros nacionais de Cursos de Ciências Sociais (ENCCS) nos quais se destacou com valiosas contribuições, tanto da organização como na coordenação dos eventos e participação nas mesas de discussão.
        Neste ano, em que a APSERJ completa vinte e oito anos de existência, comemora, em conjunto com outras entidades de sociólogos, o início do processo de inclusão da sociologia como disciplina obrigatória em todas as escolas de ensino médio do país. Com certeza foi uma importante conquista para todas as gerações de cientistas sociais, em especial para os sociólogos.
        Diante da atual conjuntura, a gestão da APSERJ vem focando suas prioridades em ações pontuais e estratégicas, visando sempre o fortalecimento profissional dos sociólogos, e o acompanhamento da capacitação dos futuros profissionais desenvolvida nas instituições de ensino superior.

Santo Conterato
Diretor Administrativo.
 


Grupos do Google
Fórum APSERJ
Visitar este grupo


 INFORMES: 

Através da criação da sua própria página, a APSERJ reafirma sua verdadeira vocação política: a defesa incondicional da Sociologia como ciência e dos sociólogos como categoria profissional. Com o desenvolvimento deste website estamos buscando novas formas de mobilização, novos modos de interação e, especialmente, novos meios de disseminar o conhecimento e o saber sociológico para o conjunto da sociedade. No momento, já tornamos disponíveis alguns conteúdos considerados relevantes e também algumas informações úteis, que possam servir como subsídios para o crescimento profissional e pessoal dos cientistas sociais. Para superar os desafios que se colocam à nossa frente, contamos com a participação de todos os companheiros e – nesse sentido – os convidamos a fazer parte da APSERJ, um projeto em permanente construção.


A fim de coibir abusos que vem sendo sistematicamente colocados em prática – tanto na esfera privada, como na pública – e no sentido de zelar pela qualidade da sua atuação profissional, a APSERJ vem recomendando a seus membros que somente aceitem contratos de trabalho para cargos nos quais estejam tecnicamente qualificados e, em contrapartida, passem a exigir que cargos destinados a sociólogos sejam ocupados apenas por sociólogos, conforme assegura a lei que regulamenta o exercício da profissão.