"Restaurado Duas Vezes!!"


Minha jornada inicial começou quando fui guiada ao RMI em julho de 2004.  


Meu marido e eu estávamos casados há 20 anos quando ele foi embora. Eu sou a sua terceira esposa. Fiquei sem o meu marido e com duas crianças pequenas que choravam sentindo a falta dele todos os dias e eu estava desesperada procurando uma solução para refazer o meu casamento. Mesmo tendo crescido na igreja, eu recebi muitos maus conselhos—conselhos que iam contra a Palavra de Deus e o que Ele nos ordena a fazer e a não fazer.


Eu estava no meu trabalho quando Ele me guiou a digitar as palavras “restauração de casamento” no computador e imediatamente Ele me guiou ao RMI. Eu li o testemunho de Erin e pensei que aquilo era a coisa mais incrível que eu já havia ouvido na minha vida. Ninguém, nem na minha igreja, nem na minha família ou qualquer outra pessoa amiga, havia me dado uma esperança como eu recebi do RMI naquele dia. Ali eu soube que Deus restauraria o meu casamento e que Ele era a resposta que eu estava procurando e que Ele não estava me julgando por não ser um primeiro casamento— Ele se importava comigo e me amava também!


Meu marido e eu ficamos separados por dois anos e meio durante a minha Jornada de Restauração. Durante este tempo, eu devorei os livros Como Deus Pode e Vai Restaurar Seu Casamento  (também conhecido como RSC), Uma Mulher Sábia  e Trabalhadoras no Lar . Eu não conseguia parar de me satisfazer com as verdades de Deus que estavam contidas dentro daquelas páginas. Quanto mais eu lia, mais quebrantada eu me sentia e mais eu compreendia que se eu não submetesse a minha vida ao Senhor, as coisas no meu casamento e na minha vida nunca mudariam. Eu estava sentindo tanta dor emocional que eu sabia que Deus precisaria me curar completamente.


Embora Deus tenha me curado da dor, eu estava disposta a permitir que Ele me curasse apenas parcialmente. Eu fiz o que precisava ser feito somente para trazer meu marido de volta para casa. O Senhor não era o meu primeiro foco e eu não O considerava como meu Marido. Eu me iludi acreditando que Deus havia me mudado completamente, mas Ele ainda não havia acabado Seu trabalho comigo.


Depois que Deus restaurou o meu casamento com o meu marido, eu fiquei em êxtase mas, mais uma vez, o Senhor não era o primeiro na minha vida. Além disso, eu adiei e não ajudei outras mulheres como Deus queria que eu fizesse, e novamente caí no poço da mulher contenciosa. A velha e destrutiva raiva e a arrogância espiritual que haviam jogado minha casa e minha vida no chão antes ressurgiram. Eu não estava caminhando no perdão de Deus ou no Seu amor maravilhoso, e isso fez com que perdoar para mim se tornasse algo quase impossível. Infelizmente, isto durou anos. Contudo, Deus em Seu amor e graça por mim me mostrou misericórdia e me abençoou (a mim e ao meu marido) com dois bebês da restauração. Eu havia orado por isso durante a nossa separação!! Nessa mesma época meu marido disse que não se sentia amado, e eu não confiava os meus sentimentos a ele ou confiava nele para tomar nenhuma decisão financeira ou em qualquer outra área para a nossa família. :( Eventualmente o inevitável aconteceu. Eu destruí a minha casa mais uma vez— Deus removeu meu marido de mim.


Desta vez eu simplesmente sabia que Deus não restauraria o meu casamento. Eu estava com tanta raiva e “cheia de tudo” que eu não queria que Ele restaurasse. Nós já tínhamos nos separado várias vezes antes desta e ambos haviam cometido adultério durante o nosso casamento. Eu até parei de usar a minha aliança quando descobri sobre a nova OM. Me senti mais uma vez extremamente ferida, fiquei com raiva, desanimada, humilhada e rejeitada . Eu não queria aquele lembrete constante, quando olhava para a minha aliança, das dores e fracassos e nem queria estar fisicamente ligada ao meu marido.


Foi então que comecei a acreditar no que as outras pessoas estavam me dizendo sobre o meu casamento— que não havia esperança, que meu marido terreno nunca iria mudar e que eu deveria me divorciar dele, seguir em frente e encontrar uma outra pessoa. Eu estava com a mente completamente dobre. Havia dias em que eu queria o meu casamento restaurado e em outros eu não queria mais. Sempre que eu considerava o divórcio Deus me levava de volta à Sua Palavra e confirmava para mim que Ele odeia o divórcio e não queria aquilo para mim. Eu não tinha certeza do que eu queria, mas eu me lembrava da paz e do amor que eu havia sentido quando me aproximei do Senhor pela primeira vez em minha Jornada e eu queria aquele sentimento de volta.


Meus dois filhos mais velhos estavam cheios de revolta com a separação e os dois mais novos estavam confusos. Nem a minha família e nem os meus sogros queriam que continuássemos casados. Na verdade, meus sogros permaneceram amigos da segunda esposa do meu marido. Contudo, eu queria o melhor de Deus para a nossa família e a vitória sobre tudo que o inimigo estava tentando fazer para nos destruir. Mas eu havia perdido a esperança de que meu casamento pudesse ser restaurado outra vez, especialmente porque eu recebi a verdade duas vezes e ainda assim estraguei tudo.


Mesmo com as minhas emoções oscilando, Deus continuou me guiando ao livros RSC e Uma Mulher Sábia e os princípios vinham à minha mente. Eu sabia que eu não era a esposa que Ele havia me chamado para ser. Eu aprendi os princípios detalhadamente nestes livros, mas havia parado de aplicá-los. Ele continuou insistindo comigo sobre eles e eu finalmente cedi, pensando que talvez eu deveria relê-los e me unir ao RMI novamente. Eu obedeci a Deus e voltei para o RMI. Foi uma das melhores coisas que já me aconteceram!! Eu aprendi qual era o meu papel como esposa e mãe e que o Senhor tinha que ser o primeiro em minha vida em tudo que eu fizesse. Eu senti tanta convicção quando a verdade me foi revelada. Comecei a ter um desejo de viver uma vida que agradasse ao Senhor. Finalmente eu havia encontrado a verdade que eu estava procurando mas que não havia conseguido encontrar, nem mesmo em minha própria igreja local.


Eu me inscrevi nos cursos oferecidos pelos RMI e comecei a estudar a Palavra de Deus regularmente e a ler os Encorajamentos e Relatórios de Louvor diariamente. Isto me ajudou a restabelecer a esperança em meu coração. Eu prometi ao Senhor que eu deixaria Ele restaurar, reconstruir e renovar a minha vida. Diferente do que acontecera antes, desta vez eu encontrei o meu Primeiro Amor, entreguei tudo a Ele, e descobri este caminho estreito que leva à vida abundante que Deus tem para mim! Ele me ensinou que ninguém nunca irá me amar mais do que Ele, e que Ele não gosta quando eu coloco outras pessoas ou coisas em primeiro lugar no meu coração, em um lugar que pertence somente a Ele.


Ele me lembrou da importância do perdão e de como vigiar as palavras que eu dizia àqueles que têm autoridade sobre mim na minha vida, especialmente meu marido terreno. Deus me mostrou como ser a noiva do Senhor e a ter um espírito manso e gentil que é precioso para Ele. Ele me ensinou a como amar aqueles que não estão merecendo ser amados e perdoados. Ele me guiou a não julgar e a compreender as pessoas para que então eu pudesse ter relacionamentos saudáveis e não me colocar em uma posição de ser abandonada ou abusada. Ele me ensinou a como me tornar uma mulher encorajadora, uma ministra de reconciliação para outras mulheres que estão sofrendo e a mulher de Tito que Erin, e tantas outras que enviam os encorajamentos, têm sido para mim.


O Senhor me mostrou como ser obediente através dos meus sofrimentos. Ele me ensinou a levar todas as preocupações e todos os aspectos da minha vida para Ele e a confiar somente Nele para tudo em minha vida—começando aqui na terra e não apenas na eternidade. Durante os meus tempos difíceis, Deus me estimulou a me submeter cegamente saindo do barco como Pedro e mantendo os meus olhos concentrados em Jesus, o Autor e Consumador da minha fé. O Senhor me ensinou a como apreciar todos os dias da minha jornada com Ele. Ele me mostrou que Ele nunca irá me deixar ou me abandonar. Deus me ensinou tantas coisas maravilhosas que eu não sabia e que nunca haviam sido ensinadas na minha igreja.


Estas coisas maravilhosas que o Senhor me mostrou não foram fáceis de aprender. Eu tinha que morrer para mim mesma constantemente e me apoiar mais no Senhor para que Ele pudesse aumentar a Sua presença em minha vida. Houve vezes em que eu tive que mostrar amor e respeito para aquelas pessoas que estavam decididas a me ferir emocional e espiritualmente. E foi aí que o Senhor me mostrou como dar a outra face. “ Mas eu digo a vocês que estão me ouvindo: Amem os seus inimigos, façam o bem aos que os odeiam, abençoem os que os amaldiçoam, orem por aqueles que os maltratam. Se alguém lhe bater numa face, ofereça-lhe também a outra. Se alguém lhe tirar a capa, não o impeça de tirar-lhe a túnica. Dê a todo aquele que lhe pedir, e se alguém tirar o que pertence a você, não lhe exija que o devolva. Como vocês querem que os outros lhes façam, façam também vocês a eles...Amem, porém, os seus inimigos, façam-lhes o bem e emprestem a eles, sem esperar receber nada de volta. Então, a recompensa que terão será grande e vocês serão filhos do Altíssimo, porque ele é bondoso para com os ingratos e maus.” (Lucas 6: 27-31, 35). Pela primeira vez na minha vida Ele se tornou meu tudo e eu não me preocupei mais com os assuntos terrenos, incluindo o meu casamento. Eu estava contente de viver uma vida de “solteira”, como Erin e tantas mulheres deste ministério têm expressado que chegaram a um ponto a que passaram a desejar— ficar sozinha com o meu Maravilhoso Marido.


Eu não pensei mais no meu casamento ou nos casos do meu marido.Eu mantive o meu foco no Senhor e nas Suas promessas para mim. Logo depois da minha mudança, meu marido terreno me disse (e aos nossos filhos) que ele estava voltando para casa, mas aquilo não importava mais. Eu continuei a encorajar outras mulheres. Eu tinha, e ainda tenho, um desejo profundo de viver uma vida que não somente agrade ao Senhor, mas também uma vontade de ajudar as mulheres que estão sofrendo a colocarem a sua fé e confiança no Senhor. Eu queria, já há alguns anos, ser mais frutífera em minha vida. Eu estava genuinamente deliciada em ouvir ou ler testemunhos de restauração de casamento de outras mulheres. Só quando meu foco mudou completamente e saiu do meu casamento, e eu me senti contente em minhas circunstâncias, foi que o Senhor me abençoou com a restauração final e completa do meu casamento.


Meu encorajamento para você que está lendo isto é para realmente buscar a Deus. Entregue a Ele todo o seu coração em todas as áreas da sua vida. Não retenha coisa alguma. Pode ser que seja doloroso, mas é só por um tempo. Do outro lado da dor está a cura e a restauração. Eu recomendo muito TODOS os materiais que este ministério oferece— os livros, vídeos, os Encorajamentos diários,os cursos —tudo! Cada material me ajudou a renovar a minha mente, a me restaurar de volta com o meu Primeiro Amor e a reconstruir a minha vida sobre o fundamento sólido da Palavra de Deus. Não resista em seguir os princípios como por exemplo o deixar ir a sua igreja. Foi estando ausente da igreja que eu enriqueci o meu relacionamento com o Senhor.


Tudo que eu posso dizer é que estou eternamente grata por este ministério, pela Erin e por todas as Ministras e as Ministras em Treinamento que abriram as suas vidas e me encorajaram a continuar a me apoiar no Senhor e a não desistir ou colocar o meu foco naquilo que não é importante. Fico maravilhada quando penso ou falo sobre isso, e eu não mudaria nem uma única coisa que aconteceu na minha Jornada de Restauração!


O desejo do meu coração é ser usada por Deus para ajudar outras mulheres feridas, incluindo as minhas filhas, ajudá-las a NÃO construírem as suas vidas sobre a areia movediça das mentiras do mundo sobre os seus papéis como esposa, mãe e filhas do Rei. Eu não quero apenas ir à “igreja” onde eu não tenha um relacionamento íntimo com o Senhor. Eu quero poder guiar as minhas filhas e outras mulheres, por palavras e ações, a desejarem ser tudo aquilo que Deus as criou para que elas fossem. O Senhor colocou um desejo em meu coração de ser uma esposa piedosa e honrar meu marido e ser a ajudadora adequada que Ele pretende que eu seja, e não deixarei que Satanás vença e tire o meu foco daquilo que realmente importa—Ele!


Não permita que o inimigo destrua a você ou a sua família deixando assim um legado repleto de pecado para os seus filhos e para as futuras gerações. Deus tem um Amado incrível à sua espera, você nem pode imaginar, se você apenas deixar ir tudo e todo mundo. Ele é um Deus tão maravilhoso e tem planos magníficos para nós—sermos amadas pelo Seu Filho.


O Senhor deseja e merecer ser o Primeiro em nossos corações e em nossas vidas. Nós demos esta posição aos nossos esposos, aos nossos filhos ou emprego, ou mesmo às igrejas, e nenhum deles nos satisfez. Ao contrário, isto só nos destruiu. Eu encorajo você a entregar o seu coração ao Senhor e a não reter nada. A vida que Ele tem para você te deixará encantada!





~Rita na Louisiana, Recentemente RESTAURADA, é uma Ministra  que está atualmente trabalhando com o nosso grupo mais novo de Casamentos RESTAURADOS para ajudar mulheres que foram restauradas.