Casada com o Pai do Meu Filho

 

Como sua restauração começou realmente?

Uma semana antes do pai do meu filho ter decidido terminar nosso relacionamento de 9 anos como união estável (isto é, quando se vive  junto em um relacionamento conjugal por três anos ou mais), eu tinha pedido a Deus que me libertasse desse relacionamento. Nós não estávamos felizes, vivíamos brigando e criticando um ao outro. Deus me ouviu e Ele sabia que era hora de me trazer de volta à realidade.

Nos dois anos que se seguiram, houve alguns momentos em que a restauração poderia ter acontecido se não fossem pelos meus muitos erros (e pelo tempo designado por Deus, naturalmente).

Quando eu vim para este Ministério, à procura de esperança, eu preenchi o questionário dizendo, “Eu ainda acho que há esperança.” E quando foi me perguntado por que eu estava buscando a restauração eu respondi, “Porque eu acredito que será melhor para o meu filho.”

E então, quando a OM finalmente saiu de cena, ele tentou ficar mais próximo e tomou a iniciativa de criar momentos para que nós três passássemos  juntos. Nós começamos a ter jantares em família algumas vezes por semana e a fazer atividades no fim de semana. Ele disse que queria que eu morasse com ele para que pudéssemos ser uma família novamente. Eu tive que dizer a ele que, desta vez, eu não teria nenhuma intimidade com ele até que nos casássemos. Esta foi a primeira vez que ele pareceu concordar com a ideia, mesmo não entendendo porque eu não iria morar com ele antes do dia do casamento. Dessa vez eu sabia que eu não tinha que me preocupar se isso iria acontecer ou não. Eu realmente deixei tudo nas Suas mãos. Eu tinha deixado ir e entregado a situação para Deus. Eu às vezes tinha medo por ainda estar cometendo tantos erros, mas o meu temor maior era não ser capaz de agradá-LO o tempo todo.

Como Deus mudou sua situação, à medida que você O buscou com todo o seu coração ?

Deus mudou a minha situação permitindo que tantas coisas acontecessem ao meu favor, tudo aconteceu ao mesmo tempo. Ele me deu oportunidades de trabalho sem que eu tivesse que fazer muita coisa. Ele me deu um grupo de mulheres no trabalho com as quais eu fui capaz de compartilhar uma parte dos meus testemunhos e a Sua Palavra. Ele me cobriu com tantas canções de amor e eu recebi porção dobrada, em vez de humilhação. Quando eu descobri as músicas que me agradavam, tantas coisas mudaram em minha vida. Eu era capaz de conversar com Ele enquanto eu estudava, acordava a cada manhã cantando para Ele, eu caminhava para o trabalho e voltava para casa com as canções nos meus ouvidos. A música me permitiu passar mais tempo com Ele, quando eu tinha menos tempo disponível para sentar, ler e orar - eu encontrei um novo caminho e eu acho que a minha situação mudou muito nesse momento.

Quais princípios da Palavra de Deus (ou dos nossos recursos), o Senhor te ensinou durante esta prova?

O primeiro princípio que ainda tem efeito sobre todos à minha volta, e que espanta a minha família e amigos, é o fato de que eu deixei de lado a ajuda legal e judicial e não recorri. Sendo uma estudante de direito, e tendo pais e amigos que são advogados, eu tive que ficar firme e os resultados foram enormes.

O outro importante princípio que tornou a restauração possível desta vez foi a importância do casamento. No início, quando eu descobri o ministério, eu achei que seria realmente difícil conseguir me casar com o pai do meu filho. Como eu nunca tinha sido casada, eu me perguntei se Deus havia simplesmente me liberado desse relacionamento. Também levou um tempo antes que eu parasse de duvidar que eu poderia, e deveria, mesmo fazer parte do RMI e que os seus princípios se aplicariam na minha situação. Eu tive que aprender com a minha desobediência, e depois de algumas tentativas de restaurar a minha família sem PRIMEIRO estar casada, eu tive que acreditar firmemente que a única saída seria seguir os Seus caminhos. E então tudo se tornou tão simples (no último trecho, pelo menos ;).

Minha desobediência prolongou minha jornada, mas foi melhor assim. Isso permitiu que eu me arrependesse de todos os outros erros que eu havia cometido, e praticasse a calma (ainda enfrento dificuldades em relação a isso diariamente) e a ter um espírito dócil. Eu ainda reluto com o contentamento às vezes e agradeço a Deus porque Ele ainda está comigo para combater o medo.

Quais foram os momentos mais difíceis em que Deus te ajudou?

Fora a dificuldade de ver o meu filho sofrendo (e foi a minha parceira de oração que me fez perceber que era uma armadilha do inimigo), e de não poder passar muito tempo com ele, o que eu mais lutei contra foi o medo: medo de não fazer as coisas certas, medo de não agradá-Lo, medo de temer, medo de não estar pronta para a restauração, medo de cometer muitos erros, medo de continuar sendo contenciosa, medo do inimigo na minha casa, e claro, medo de desapontar a minha família falhando na minha restauração, etc.

Mesmo hoje, às vezes, eu preciso me lembrar que a Graça Dele é suficiente e que a Sua misericórdia por nós se renova a cada manhã. É o inimigo quem está me fazendo duvidar, ele faz com que eu pense que estou fazendo tudo errado. Eu também estava deixando de compartilhar as boas novas com as pessoas ao meu redor. O inimigo foi me fazendo pensar que eu não estava sendo humilde, e que eu estava me gabando, o que não me permitiu demonstrar uma satisfação completa aos olhos dos outros que estavam apenas esperando para ver este milagre.

Eu sei que eu ainda necessito parar de duvidar em TUDO e DEIXÁ-LO realizar Seus milagres.

Qual foi o “ponto de virada” para sua restauração?

Eu tinha começado a escrever meu testemunho antes do casamento realmente acontecer, porque desta vez eu sabia que o medo tinha que ser superado para que Sua Vontade fosse feita. Eu fiquei com medo de compartilhar a notícia do noivado com o pai do meu filho com as pessoas, caso não acontecesse de verdade; mas durante todo o verão, todas as palavras que eu estava lendo me lembravam para lutar contra o medo. Eu até mesmo quebrei a minha mão esquerda duas semanas antes do nosso casamento e fiquei realmente assustada achando que Deus estava me dizendo para parar. Novamente eu senti medo e medo vem do inimigo. Este sentimento foi também confirmado quando eu escrevi para Erin (ela é amiga íntima de nossa família), e O ouvi me dizendo que de todo mundo que deveria saber da notícia, ela merecia saber que todos os milagres eram devidos a este ministério. Ela respondeu e simplesmente me enviou um link para que eu preenchesse o formulário com o meu testemunho.:)

Foi minha mãe quem começou a me enviar o Encorajamento Diário e me deu o livro Como Deus Pode e Vai Restaurar seu Casamento.

Conte-nos COMO aconteceu.

No meu aniversário, depois de passar o verão inteiro dizendo ao pai do meu filho que eu não iria morar com ele, que eu não seria nem sua namorada antes de nos casarmos, ele organizou um jantar e um pouquinho antes de chegarmos lá, ele parou o carro e me fez o pedido de casamento. Dois dias depois eu sofri um acidente de bicicleta e quebrei minha mão e não estava conseguindo nem andar por duas semanas. Nosso casamento seria em três semanas, e uma semana antes eu voltei ao hospital para ver como estava indo minha recuperação, e descobri que a fratura havia “desaparecido”. Esse foi outro sinal de que eu não deveria ter medo.

Você suspeitou ou percebeu que estava perto de ser restaurada?

Sim, eu pude perceber.

Você recomendaria algum dos nossos materiais em particular que a ajudaram?

Todos. O livro Como Deus Pode e Vai Restaurar Seu Casamento  e Pela Palavra do Seu Testemunho  eram o que eu precisava para perceber que eu não deveria seguir em frente para uma outra vida, mas sim permanecer naquela que eu havia começado com a minha família. Os cursos online RRR me fortaleceram e os vídeos da Erin Seja Encorajada foram essenciais quando eu ia para a cama à noite. Eu apreciei o fato de que há um recurso que pode ser usado a qualquer momento ou fase de nossas vidas. Muito obrigada!

Mesmo que todos estes materiais tenham sido criados para mulheres casadas, os princípios são basicamente os mesmos se você não for casada. Quando preenchi o meu Questionário de Avaliação de Casamento Gratuito, eu fiz essa pergunta: “Eu estou lendo o primeiro capítulo do livro “Como Deus Pode e Vai Restaurar Seu Casamento”  e também estou recebendo o Encorajamento Diário (“Meu Amado Devocional Diário”). Eu só queria saber se Deus realmente quer a minha família junta ou não, já que eu não sou  casada legalmente, mas temos um filho pequeno. Eu estou totalmente pronta a seguir esses passos de obediência, mas, como minha situação não é um casamento, como eu  posso seguir o que Ele deseja se talvez Ele nem queira que formemos uma família?”

Quando eu recebi minha avaliação de casamento de volta, a parte destacada explicou algo que foi  fundamental, que me mostrou como eu deveria pensar em  meu relacionamento, em comparação à situação das outras mulheres casadas que chegam ao ministério. Me foi dito o seguinte:

*** Tenha em mente que você deve pensar em seu relacionamento como uma mulher divorciada — já que isso omite alguns dos princípios reservados às mulheres legalmente casadas como uma proteção Dele para você :) Seu Pai Celestial, que te deu por noiva ao Seu Filho, deseja protegê-la de continuar tendo intimidade com seu namorado, por exemplo. No entanto, quase todos os outros princípios se aplicam a você - especialmente porque vocês têm um filho juntos.

Então, lembre-se, assim que o coração do seu namorado se inclinar novamente para você,  tenha em mente o que o Senhor deseja para você, e abstenha-se de qualquer intimidade até que se casem legalmente. Aqui está um Testemunho de Casamento RESTAURADO da  Sabrina na Geórgia, que te ajudará a se manter encorajada.

Você tem alguns versículos bíblicos favoritos que você gostaria de compartilhar com as mulheres que estão lendo seu Testemunho ? Promessas que Ele deu a você?

Por isso não tema, pois estou com você; não tenha medo, pois sou o seu Deus. Eu o fortalecerei e o ajudarei; Eu o segurarei com a minha mão direita vitoriosa..” Isaías 41:10

Entregue suas preocupações ao Senhor, e ele o susterá; jamais permitirá que o justo venha a cair.” Salmos 55:22

Pois o certo é que Deus não rejeita o íntegro, e não fortalece as mãos dos que fazem o mal. Mas, quanto a você, ele encherá de riso a sua boca e de brados de alegria os seus lábios. Seus inimigos se vestirão de vergonha, e as tendas dos ímpios não mais existirão”. Jó 8 20:22

Em lugar da vergonha que sofreu, o meu povo receberá porção dupla, e ao invés da humilhação, ele se regozijará em sua herança; pois herdará porção dupla em sua terra, e terá alegria eterna.” Isaías 61:7

Você estaria interessada em ajudar a encorajar outras mulheres?

Sim. Eu atualmente estou fazendo faculdade de Direito, mas ainda tenho tempo para ajudar com as traduções de francês, como eu comecei a fazer pouco depois de chegar ao RMI. Eu sempre quis ajudar outras pessoas, mas eu não sabia como e a quem ajudar. Além disso, ultimamente eu senti que eu precisava melhorar o meu inglês, então eu vejo isso como uma oportunidade para fazer as duas coisas ! : )

Eu fui criada como cristã e sempre fui uma verdadeira crente. Desde o início desta jornada, aprendi a me aproximar Dele, a torná-Lo o primeiro em minha vida e a compreender melhor Sua palavra (embora eu ainda esteja aprendendo a fazer tudo isso de uma maneira melhor).

Embora eu tenha sempre dado o dízimo, já que fazia parte da equipe do ministério (e todas as ministras dão o dízimo onde são espiritualmente alimentadas), eu sabia que esquecer de dizimar traria conseqüências ruins para todas, tanto para as colegas ministras como também para aquelas que veem aqui em busca de  ajuda.

Finalmente, para concluir, que tipo de encorajamento você gostaria de deixar para as mulheres?

Queridas noivas, embora eu tenha falhado REPETIDAS vezes em seguir os princípios e ser Sua noiva, Ele me ajudou a começar novamente e Ele irá ajudá-las também. E embora tenha doído recomeçar do zero, e também lidar com a rejeição humana, eu senti mais paz na segunda vez que recomecei, algo em mim estava diferente daquelas outras vezes em que falhei antes. Então, a minha mensagem é que, quanto mais próximas a Ele nós estivermos, mesmo quando caímos, mais podemos experimentar a paz!

Queridas noivas, não permitam que o medo vença. E não tentem fazer do seu jeito. Os princípios são confiáveis porque eles são de Deus.

 

~ Valerie

A língua materna de Valerie é o francês, mas ela lê e escreve maravilhosamente bem em inglês. Portanto os materiais que ela estudou vieram do nosso Ministério Francês, para o qual ela também já começou a ajudar a traduzir.

 

Aqui estão alguns dos nossos Relatórios de Louvor favoritos que Valerie nos enviou ao longo de sua Jornada de Restauração.

 

“Ele está cuidando de nós!”

Eu tenho que louvar ao Senhor por todas as bênçãos que Ele tem me dado nos últimos meses. Antes desta jornada, eu estava consciente das bênçãos que eu estava recebendo, mas eu sinto que através da JR, Ele me permitiu ver e perceber onde e quando Ele age por mim.

Eu não posso nem contar todas as coisas que Ele fez por mim desde que eu comecei a confiar Nele em tudo. No momento em que eu percebi que não poderia fazer nada sozinha, que eu precisava deixá-Lo alcançar Seu propósito, eu não apenas me senti livre, mas também vi minha situação mudar outra vez, para melhor. Desde que comecei esta jornada, eu fui abençoada por receber a ajuda de muitas pessoas ao meu redor. Embora Ele tenha me mostrado que eu não deveria ficar dependente da ajuda das pessoas, eu pude sentir que Ele as estava usando apenas para que eu visse que Ele estava cuidando de mim, e do meu filho principalmente.

Nos últimos meses, eu consegui obter meu diploma universitário, e empréstimos inesperados, então não precisei pedir nenhum dinheiro a ninguém. Um membro da minha família também começou a me dar um pouco de dinheiro aqui e ali sem que eu nem estivesse precisando realmente. Meus pais me acolheram de volta na casa deles e me deram muitas coisas. Minha conta nunca esteve vazia e, graças à ajuda da minha família, eu sempre tive um teto e um guarda-roupa inteiramente novo (perdi muito peso e nenhuma das minhas roupas me serviam mais). Às vezes eu sentia que estava recebendo muito das pessoas e que talvez eu não estivesse entregando tudo a Deus ao contar com toda a ajuda de amigos e familiares. Mas agora eu sei que Ele fez isso acontecer por uma razão

A maior bênção foi para o meu filho. Eu sempre pensei que ele não merecia sofrer pelos erros que eu tinha cometido e que causaram esta situação. Então Ele me mostrou que o estava cobrindo com Suas asas. O pai dele nunca deixou de cuidar dele e de querer vê-lo. Algumas pessoas próximas me diziam “ Você é mais forte do que você pensa.”  ao verem como eu lidava com a minha situação. A verdade é que Ele estava nos fazendo  mais fortes do pensamos que somos. Antes de tudo começar, eu nunca pensei que fosse capaz de lidar com a dor e as provações que eu tive e ainda tenho que enfrentar. Mas com Ele, e somente com Ele, nós podemos superar tudo!

Sem Ele, eu teria caído numa guerra de advogados por custódia e dinheiro. Eu teria pedido remédios para o meu médico. Eu teria dito a todo mundo tudo o que eu estava enfrentando. Eu teria chorado e caído em maus hábitos. Eu teria corrido atrás de pessoas para me ajudarem. Eu nunca teria conseguido. Eu conhecia Deus antes, mas eu nunca O havia conhecido como eu conheço agora, se não fosse por este ministério. Agora eu tenho um relacionamento com Ele, um relacionamento que nunca falhará. Eu não tenho mais que ficar apavorada, com medo de ficar sozinha.

"Ele o cobrirá com as suas penas, e sob as suas asas você encontrará refúgio; a fidelidade dele será o seu escudo protetor.." (Salmos 91-4)

Sempre que eu senti medo por mim e meu filho, Ele me lembrou que Ele estava cuidando de nós.

"Consagre ao SENHOR tudo o que você faz, e os seus planos serão bem-sucedidos." (Prov. 16:3)

 

“Confiar Somente em Deus para Ser Liberta”

Eu O louvo hoje porque Ele conduziu Erin a nos ensinar sobre não procurar a “ajuda” de um advogado e confiar somente em Deus para nos proteger quando ocorre uma separação.

Hoje, como estudante de Direito ( que irônico), nós vimos em nossa aula como os procedimentos funcionam quando começamos a trabalhar com o sistema judicial. É tão complicado, é preciso tempo e dinheiro e irá enfraquecê-la no final. Os resultados são que a decisão final é definida por uma pessoa absolutamente estranha, que não conhece você, sua história, as necessidades da sua família e o seu futuro. As “regras” que você tem que seguir para compartilhar a guarda são pré-fixadas e precisam seguir a legislação, as leis do homem, e tudo o que elas podem fazer por você e sua família é puramente prejudicial. Isso prova que ao procurarmos a ajuda de outros (advogados, etc.), o desastre é inevitável.

O ensinamento do mundo quer que pensemos que a lei nos libertará e que, por causa de nossos filhos,o melhor é negociar o que nós chamamos de “um acordo com uma base amigável”, com e através das leis do mundo… Eles dizem que esta é a  melhor maneira de concluir um acordo justo … Eu me senti tão triste por todos aqueles que acreditam nesta lei, nestas regras criadas e estabelecidas pelos homens.

Eu hoje sinto muita paz e força porque eu vejo do que eu escapei quando decidi deixar ir a ajuda judicial. Embora este seja o meu campo de estudo, eu sei agora que a lei Dele é a única capaz de me libertar. Deixar que uma terceira pessoa decida sobre como deveríamos dividir a custódia, teria talvez me custado ter menos tempo com meu filho. E teria trazido mais ódio e dor para todos os envolvidos. Os resultados de deixá-Lo definir tudo, e controlar o caminho da minha separação e o seu percurso, são muito mais pacíficos.

Eu tenho que confessar que, algumas vezes, o inimigo tentou me fazer pensar que se eu tivesse continuado os procedimentos judiciais, no final todos saberiam o quão mesquinho e egoísta o pai do meu filho estava sendo… isto é simplesmente uma armadilha! E, como eu disse num Relatório de Louvor anterior, Deus tem colocado no coração do pai do meu filho o desejo de fazer mais por ele (e por mim também) desde que comecei a minha Jornada de Restauração.

Ele, e somente Ele, pode nos proteger e nos defender. Obrigada, Senhor, por me permitir entender tudo isso antes mesmo de começar esta Jornada de Restauração.

Deus estabeleceu um cronograma de custódia perfeito (é perfeito porque Ele definiu desta forma). Eu quero repetir isso mais uma vez: ter disputado tudo isso com uma terceira pessoa envolvida teria sido um desastre.

Agora, alguns dias depois, uma amiga que está agarrada em um processo judiciário me contou toda a sua história. Eu não sabia o que dizer. A história era terrível. Ela está agora à procura de dinheiro para poder pagar o advogado dela e o advogado do filho também. Para que ela possa vencer a disputa, ela precisa que os filhos testemunhem a favor dela… que triste! Mesmo que a história dela não tenha o mesmo assunto que estamos tratando aqui, esses princípios se aplicam em qualquer situação. Eu sabia que a única coisa que eu poderia dizer a ela era para que ela deixasse ir o advogado e desistir do processo, que ela não precisaria “vencer” esta batalha, que ela deixasse ir e deixasse Deus fazer justiça por ela. Sem a minha Jornada da Restauração, eu nunca  teria sido capaz de dar a ela estes conselhos.

Atreve-se alguém entre vós, quando há litígio de um contra o outro, levar o caso para ser julgado por pessoas pagãs e não pelos próprios santos?” (1 Cor. 6:1)

Portanto, se vocês têm questões relativas às coisas desta vida, designem para juízes os que são da igreja, mesmo que sejam os menos importantes.” (1 Cor. 6:4)

O fato de haver litígios entre vocês já significa uma completa derrota. Por que não preferem sofrer a injustiça? Por que não preferem sofrer o prejuízo? Em vez disso vocês mesmos causam injustiças e prejuízos, e isso contra irmãos!” (1 Cor. 6:7–8)